Florais da Amazônia

Florais da Amazônia

A mata virgem manifesta com fidelidade genuína a matriz original da vida terrena. Nela podemos ler a história da evolução dos reinos mineral, vegetal e animal e os reinos intermediários e neles espelhar-nos no resgate da nossa própria matriz.
As forças que interagem dentro da floresta são direcionadas por um instinto muito primitivo e por eles regem esse reinado, onde muitos seres nascem, crescem e morrem, nas contínuas experimentações da ciência divina da formação das almas. É como se esses santuários fossem laboratórios onde os seres divinos trabalham amparados pelo poderoso campo energético criado pelas infinitas formas de vida que o habitam, bem como pelas irradiações cósmicas que são atraídas por esse campo. E ali mesmo interagem, desdobram-se e se transmutam, elementos e elementais que estão ligados com tudo que se processa sobre o planeta e sua humanidade.

As flores que desabrocham nas matas virgens vem carregadas deste instinto primitivo que, ao penetrar o campo energético do homem, podem acionar mecanismos internos originais que se acham desativados justamente pela falta de convívio com a natureza. E, ao serem ativados esses mecanismos internos, a ordem natural começa lentamente a assumir o seu lugar na vida externa. E o que é a ordem natural senão paz, saúde, harmonia e equilíbrio, que levam os seres à evolução? As flores da mata virgem atuam sobre padrões originais do ser humano, reequilibrando-os ou despertando-os para uma vivência interna mais consciente do próprio eu.
Dentro das subdivisões desta classificação, as flores vão atuar em diferentes níveis, porém sempre trazendo a lembrança da origem, dos ciclos, das leis intrínsecas que estão registradas no íntimo do ser humano, e desta forma vão transformando gradativamente os níveis externos de comportamento, onde se refletem os bloqueios internos da energia original.
Estas flores trabalham com os distúrbios do relacionamento do eu externo com o eu interno, original, ou seja, as transgressões das leis que estão registradas no íntimo da consciência. São essas essências que podem penetrar as câmaras inconscientes e dali proceder, de acordo com a virtude específica de cada flor, e também conforme a capacidade acumulativa da consciência humana, que está se submetendo à terapia floral.