Workshop em Neuroterapia Triádica:

"O Zodíaco Chinês"

Workshop em PNL: Emagreça com a Cabeça

Segundo uma antiga lenda chinesa, Buda convidou todos os animais da criação para uma festa de Ano Novo, prometendo uma surpresa a cada um dos animais. Apenas doze animais compareceram e ganharam um ano de acordo com a ordem de chegada: o Rato ou Camundongo; O Boi ou Búfalo (Vaca, na Tailândia); o Tigre (Pantera, na Mongólia); O Coelho (Gato, na Tailândia ); o Dragão (Crocodilo, na Pérsia); a Cobra ou Serpente (Pequeno Dragão, na Tailândia ); o Cavalo; a Cabra, bode ou Carneiro; o Galo ou Galinha; o Macaco; o Cão; o Porco ou Javali.

De acordo com um antigo texto budista, quando os animais terminam suas meritórias tarefas, fazem um juramento solene perante os budas de que um deles estará sempre, por um dia e por uma noite, pelo mundo, pregando e convertendo, enquanto os outros onze ficam praticando o bem em silêncio. O Rato inicia sua jornada no primeiro dia da sétima Lua; procura persuadir os nativos do seu signo a praticarem boas ações e a corrigirem os defeitos de seus temperamentos. Os demais bichos fazem o mesmo, sucessivamente, e o Rato reinicia seu trabalho no 13º dia. Assim, graças ao trabalho constante dos animais, os budas garantem uma certa ordem no universo.

Assim, sob a égide dos animais do antigo zodíaco chinês e as interrelações guardadas entre os Cinco Elementos da natureza, os Cinco Órgãos, as Cinco Vísceras, as Cinco Cores, as CInco Estações e as Cinco Direções, estudaremos os mecanismos que regem estas conexões sob o ponto de vista de cada um dos lendários animais de Buda. Estudaremos suas características, suas potencialidades, suas lições, as regências no corpo humano a partir da data de nascimento. Descobriremos sob a regência de qual animal de Buda viemos ao mundo e seus modos de ver o mundo, de pensar, sentir e agir.