Curso de Violão Popular

Ho'oponopono

O violão é um instrumento musical com cordas de nylon ou aço, concebida inicialmente para a interpretação de peças de música erudita. O corpo é oco e chato, em forma de oito, e feito de várias madeiras diferentes. O braço possui trastes que a tornam um instrumento temperado. As versões mais comuns possuem seis cordas de nylon, mas há violões com outras configurações, como o violão de sete cordas e o violão baixo, com 4 cordas, afinadas uma oitava abaixo das 4 cordas mais graves do violão.

O nome violão hoje faz parte do vocabulário de todos os brasileiros e designa de forma inequívoca a guitarra clássica. Muitos compositores e estudiosos tentaram, sem sucesso, fazer com que o termo guitarra voltasse a ser utilizado no Brasil para unificar a nomenclatura a todas as outras línguas. Apenas no Século XX o nome guitarra retornou ao vocabulário corrente dos brasileiros, mas apenas para designar a versão eletrificada (guitarra elétrica). O nome guitarra clássica também acaba sendo alternativamente utilizado, muitas vezes, para designar os modelos de guitarras semiacústicas do jazz e blues tradicionais.

O violão popular nada mais é do que o acompanhamento de ritmos e músicas populares pelo violão, no exemplo de ritmos como o mpb, samba, bossa nova, música sertaneja, rock, blues, xote, dentre outros muitos ritmos musicais de todo o Mundo. O violão popular ao contrário do que muitas pessoas pensam não é mais simples do que o erudito, a diferença é que cada um vai priorizar o progresso de estudos técnicos e teóricos diferentes de acordo com seu estilo. Os músicos que estudam violão popular tendem a progredir mais em assuntos de harmonia, improvisação, e nas técnicas que giram em torno de seus ritmos populares, na maioria das vezes lendo cifras e tablaturas.