Massagem com Pindas Chinesas

Florais de Bach

Originária das antigas terapias orientais e reconhecida por seus ótimos resultados esta técnica encontra-se de certa forma ligada aos fundamentos da Moxibustão no que se refere à aplicação de calor em pontos específicos.

As Pindas são pequenos saquinhos, amarrados em forma de 'trouxinhas' - geralmente em linho - em cujos interiores se colocam ervas medicinais, aromáticas e especiarias com propriedades relaxantes ou estimulantes, que em seguida são aquecidas de forma a criar o efeito terapêutico desejado.

A Lavanda, por exemplo, é usada para acalmar pessoas estressadas e trabalhar a insônia e estados nervosos; é altamente hidratante e atua como cicatrizante e regenerador celular a Camomila ajuda a acalmar as dores musculares, regula o aparelho digestivo e trabalha a impulsividade; o Jasmim: trabalha a rouquidão peitoral, principalmente a pessoas gripadas ou com bronquite, auxilia nas dores do parto, alivia cólicas, depressão, nervosismo e perturbações; a Flor de laranjeira ajuda a desintoxicar o corpo e combater a apatia e o medo; o Eucalipto estimula a concentração e limpa a mente; o Sal Marinho alivia as dores musculares e a fadiga e recupera a vitalidade.

Essas são algumas das ervas comuns utilizadas nas pindas chinesas sobretudo para fortificar o Yang enfraquecido e expelir o frio e a umidade do corpo e aumentar a energia defensiva, contribuindo para que o organismo entre em equlíbrio.