Massagem Modeladora

Massagem Modeladora

Trata-se de uma massagem feita com movimentos mais fortes e profundos, com o intuito de atingir camadas mais profundas da pele. A atribuição de que ela quebra gorduras é controversa, já que muitos médicos afirmam que é impossível quebrar a gordura apenas com o movimento das mãos. Mesmo assim, a massagem atua também na circulação, melhorando o metabolismo da região. Dessa forma, ela acaba sendo eficiente contra a celulite, mas apenas nos graus leve e moderada. Podem ser usados acessórios para aumentar a intensidade da massagem como: rolos com pequenas ventosas, bolinhas com texturas e luvas com texturas, entre outros.

As massagens modeladoras são usadas principalmente para ativar o metabolismo local, aumentar a circulação sanguínea e estimular respostas neuromusculares, o que dá a impressão de maior rigidez logo após o procedimento.

A massagem modeladora tem movimentos mais vigorosos que a drenagem linfática e são executados de forma rápida e firme. Utiliza movimentos como deslizamento, amassamento, pinçamento e percussão. Geralmente se restringe a áreas com grande acúmulo de gordura, tais como o abdômen, os quadris, o culote, os glúteos, as coxas e, às vezes, os braços. Pode haver dor, mas não deve ser algo excessivo.

Cardiopatas ou hipertensos não são indicados para receberem a massagem modeladora, pois ela promove vasodilatação, o que  pode aumentar a pressão arterial sistêmica. Gestantes são contraindicadas para esta massagem, assim como aqueles que tem osteoporose, pois podem sofrer fraturas ou microfraturas por conta da fragilidade óssea. A fragilidade capilar e as varizes também são contraindicadas em razão dos movimentos vigorosos que podem romper os vasinhos (causando hematomas) ou prejudircar algum vaso mais calibroso.