Microfisioterapia

Florais de Bach

A Microfisioterapia é uma técnica de terapia manual, criada na década de 1980 pelos fisioterapeutas e osteopatas franceses Patrice Benine e Daniel Grosjean.

Baseada nos estudos da Embriologia e da Filogênese, a Microfisioterapia tem o suporte da Epigenética, que já comprova que o ambiente e estados emocionais alterados podem afetar a atividade celular e, consequentemente desencadear sintomas físicos, mentais e comportamentais.

O corpo pode nos contar várias coisas e nos revelar o que nós chamamos de inconsciente corporal. Isso acontece porque o hipocampo tem uma capacidade de armazenar memória muito reduzida e o corpo então é usado como um HD externo para guardar boa parte das memórias. Com a Microfisioterapia são investigadas as memórias do inconsciente que foram naturalmente estocadas no corpo, as chamadas cicatrizes. É possível identificá-las, pois o profissional treinado acaba por encontrá-las em lugares muito específicos. Todos os seres vivos (células, plantas, animais, órgãos, tecidos) trabalham em um certo ritmo fisiológico que proporciona um estado próprio de saúde. Quando são expostos a cargas que ultrapassem o limiar de defesa do organismo, perdem este ritmo vital, gerando doenças. 

Através de palpações muito sutis, o fisioterapeuta encontra no corpo as cicatrizes deixadas por sobrecargas físicas (excessos de trabalho, por exemplo), emocionais (contrariedades, abandonos, perdas), toxicológicas (drogas, medicamentos, quimioterapia) e traumáticas (lesões esportivas, acidentes de trânsito, quedas). Assim, é através do toque que o corpo vai nos 'falar' sobre o que normalmente podemos ter esquecido ou deixado de lado.

Uma vez detectadas, as cicatrizes são trabalhadas suave e amorosamente e o profissional cuida que a informação do trauma seja revertida, restabelecendo a ritmo vital  e estimulando a autocura. Assim, uma vez corrigidos os bloqueios, os sintomas gerados por eles também são corrigidos, sejam físicos (dores, alergias, alterações hormonais) ou emocionais (síndrome do pânico, fobias, baixa autoestima, depressão).

É possível até mesmo prevenir determinados problemas antes que a atividade celular se altere ao ponto de gerar sintomas ou doenças diagnosticáveis, se buscarmos o profissional na hora certa.

(Fonte: Dra. Simone Carvalho)