Shiatsu

Shiatsu

Shiatsu é uma terapia manual desenvolvida no Japão no início do Século XX, embora seja originária da China. Hoje reconhecida pelo Ministério da Saúde é indicada para prevenir e tratar várias doenças, como: dores na coluna vertebral, nas articulações, insônia, dormências, inchaços nos pés e nas mãos, tensão pré-menstrual, asma, constipação, cólicas menstruais, espasmos musculares, estresse, ansiedade, doenças cardíacas, dores de cabeça, sinusite, paralisia facial, esgotamento físico, etc.
A palavra Shiatsu é derivada do japonês; Shi significa “dedo” e Atsu, “pressão”, ou seja, pressão dos dedos. Pode ser feita em pessoas doentes ou saudáveis com efeito preventivo. Na prática, o Shiatsu utiliza técnicas de pressão, percussão, fricção, vibração, pinçamento e imposição de dedos e mãos em pontos e áreas específicas do corpo, além da movimentação de articulações e manipulação de estruturas músculo-esqueléticas com o objetivo de atuar na circulação “energética” através das técnicas de tonificar, sedar, regular, purificar e aquecer e promovendo a homeostase orgânica, psíquica e sobretudo energética.
O terapeuta, usando os polegares, as palmas das mãos e mesmo o cotovelo, pressiona pontos ao longo dos meridianos do corpo e, de modo ritmado e modulado, vai desbloqueando a energia vital. Além disso, usa técnicas de manipulação, alongamento de músculos e tendões, rotações de juntas, pressão em músculos tensos ou doloridos, melhorando a circulação do sangue e da linfa. Como resultado, relaxa o sistema nervoso e muscular, desenvolvendo um ritmo de respiração mais eficiente e um melhor equilíbrio energético.
O Shiatsu desperta o indivíduo para uma nova consciência de si próprio. Proporciona integração consigo mesmo e desenvolve sensação de equilíbrio, leveza, vitalidade e bem-estar. Mais que uma “massagem oriental”, como é comumente definido, é uma terapia de reequilíbrio físico e energético, que atua através de pressões em determinadas áreas e pontos do corpo. Seu objetivo principal é elevar o nível energético do paciente, regular e fortalecer o funcionamento dos órgãos e estimular a resistência natural do corpo em relação às doenças, produzindo excelente efeito relaxante. Em combinação com outras terapias orientais pode auxiliar na cura de diversas doenças. (Augusto, Jordan. "Shogo - Os caminhos do Corpo - Vol. 1")