Tai Chi Chuan

Tai Chi Chuan

O Tai Chi Chuan surgiu na China no Século XVII, como uma arte marcial. Hoje, Tai Chi Chuan é bem mais que isto: é uma prática física e mental, que herdou milênios de cultura e pesquisa empírica sobre movimento corporal, saúde, circulação de energia e meditação. O Tai Chi Chuan pode ser um meio de levá-lo a um modo de viver mais integral e a um estado de espírito mais feliz, a um contato mais próximo consigo, e a ter mais vitalidade e saúde.
O Tai Chi Chuan foi criado recebendo influências de práticas taoístas de circulação de energia. Estas práticas visavam aumentar a vitalidade e promover a melhoria da circulação da energia, que são os princípios terapêuticos da medicina chinesa. Por outro lado, o Tai Chi Chuan nasceu como uma arte marcial, mas não era um simples apanhado de técnicas para serem ensinadas a soldados, e sim um sistema refinado que seria ensinado dentro da própria família do fundador. O Tai Chi Chuan é a única arte marcial projetada na sua criação para preservar a saúde do praticante. Tendo sido construído e fundamentado sobre a observância das leis naturais do Yin e Yang, o Tai Chi Chuan é infinitamente adaptável, podendo ser praticado desde atletas até pessoas com problemas de saúde sérios, sendo útil tanto para condicionamento físico pesado quanto para a recuperação da saúde.
Por isto o Tai Chi Chuan é enormemente popular, e tem sido objeto de pesquisas científicas que comprovam suas propriedades curativas superiores. Um exemplo recente é o artigo publicado no New England Journal of Medicine, demonstrando que os resultados da pratica do Tai Chi Chuan por pacientes com Mal de Parkinson são superiores aos resultados dos oferecidos pela prática de exercícios comuns.
O Tai Chi Chuan é uma arte marcial e pode ser usado para defesa pessoal. No entanto, é preciso compreender que o Tai Chi Chuan baseia-se na aquisição de habilidades que devem aparecer naturalmente pela transformação do corpo. Isto é muito diferente e requer muito mais horas de treinamento do que aprender técnicas de rápida assimilação. O Tai Chi Chuan foi criado por um general para ser ensinado dentro da sua família, ou seja, para alunos que estariam em contato constante com o professor. Além disso, estes alunos viriam a se tornar profissionais: os Chen ficaram famosos como guarda-costas de caravanas comerciais, numa época bastante turbulenta no interior da China. Aqueles que usavam o Tai Chi Chuan para esta finalidade treinavam em regime de dedicação integral, o dia todo, todos os dias.
Os movimentos do Tai Chi Chuan são feitos de maneira encadeada e fluida e devem ser realizados em estado de plena atenção mental. Devem ser comandados pelo centro do corpo - a região que vai do alto das coxas até a altura do umbigo, pois esta região é onde se localiza a maior parte da massa muscular. Ao mesmo tempo, no meio desta região está o centro energético do corpo, conhecido como dantien. As seqüências de movimentos no Tai Chi Chuan são chamadas de "formas", e existem formas de vários tamanhos. No estilo Chen de Tai Chi Chuan as formas antigas tem 75 movimentos (Laojia Yilu) ou 83 movimentos (Laojia Erlu), e há formas curtas de 19 e de 38 movimentos. No Tai Chi Chuan da família Chen os movimentos podem ser lentos, em sua maioria, ou rápidos e explosivos, quando pratica-se o fajin.